Tag: casamento

#02 Casamento | Tons para amar ♥

Acho que todo mundo conhece o site PINTEREST, se não, vá logo conhecer. Achamos o casamento do Patrick e Lindsay lá e já fomos logo catando as imagens para deixar na nossa pasta de inspiração do nosso casamento. Escolhemos postar este por contas da paleta de coresrosa claro + azul marinho + marrom + cinza + verde, é minha composição favorita. Gostaria que todos no meu casamento estivessem com cores pasteis – mas já que minha mãe acha isso um absurdo, vou escolher pelo menos a cor das madrinhas, padrinhos e da festa né – Essa pegada rústica e principalmente os arranjos eu adoro.

Como já falei o SONHO de fazer um casamento não existia, num passado bem distante. E depois dessas fotos… Quero casar! rs

1

lindsayandpat394-1296175

lindsayandpat180-1296176

4

5

6

7

8-9

10

11

12

13-14

15

16-17

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

32

33

34

35

36

37

38

39

40

41

42

lindsayandpat813-1297737lindsayandpat939-1297807

lindsayandpat890-1297795

#01 Casamento | Para amar, apreciar e se inspirar ♥

Eu e o Lê nunca tivemos de fato o sonho de se casar. Sempre pensávamos em viajar, convidar os íntimos dos íntimos, mas em fazer festa com todo mundo becado isso jamais aconteceu. Depois do pedido de casamento e da festa de noivado, começamos a aprofundar sobre o assunto e ver muitas fotos para nos inspirar. Daqui há alguns anos pretendemos nos casar, afinal morar junto não é está casado, não que não esteja. Ah, vocês estenderam.

E para vocês se apaixonarem e ficarem ainda mais com essa vontade que nós estamos fiquem com algumas fotos desse casamento mais lindo do universo que pelo o que entendi não foi uma tarde, noite e nem um dia de casamento foram vários.

“Foi num verão no Norte da França, um menino finlandês se casou com uma menina norueguesa e esta é a sua história de casamento.” <3

1345 6 7118910111213141516111718192021222523262728293031323334353637383940414243444546474849505152535455565758596061626364656667686970717273747576

Tem como não se apaixonar?
Se quiser ver o vídeo do casamento, clica aqui!
*Créditos das fotos aqui!

Casar e morar junto

15917_398332113707951_7851515367216053419_n
Casar e morar junto são duas coisas completamente diferentes. Não tem nada a ver com seu status no cartório. Tem a ver com entrega. Você pode casar com todas as honras. Dar uma festa linda. Gastar os tubos na Lua de Mel. Se mudar com o marido para um apartamento lindo. Pronto. Decorado. Cheio de almofadas em cima da cama…  Vocês podem ter se casado – mas vão demorar muito pra saber o que é morar junto. Acho que existem casais que se casam com pompas, e nunca talvez tenham realmente morado juntos. Morar junto é saber dividir. Saber cobrar. Saber ceder. Saber doar. Morar junto é dividir as contas e as almas.   Morar junto é ter um pilha de louça pra lavar, depois de um dia terrível de 10 horas de trabalho. E o outro cantar com você para que, em um karaokê com detergente, o trabalho se torne divertido. Morar junto é ter que assistir Homem Aranha no Telecine Action, e se esforçar para achar legal. Morar junto é tomar banho junto.Transformar o chuveiro em uma cachoeira. (e o banheiro em um charco) Morar junto é ouvir onde dói no outro. Do que ele sente medo. Onde ele é criança. O que o deixa frágil. Morar junto é poder chorar sem parar. E ser ouvida. E cuidada. Mas é também rir. E achar graça em alguma coisa, quando o outro está pra baixo. Morar junto é fazer contabilidade de frustrações, e saber quando não colocar na conta do outro. Morar junto é demorar para levantar. Morar junto não precisa de uma casa, e sim de um espaço. Quem mora junto geralmente é solidário. Casar não. Qualquer um casa. Pra casar basta assinatura e champanhe. Casar leva umas horas. Morar junto leva tempo. O tempo todo. Quando moramos juntos vemos o cabelo dele crescer e ela cortar uma franja. Quando moramos juntos viramos adultos aos pouquinhos, dando um adeus doído ao adolescente que éramos. Quando moramos junto mudamos junto. E o outro vira um outro diferente com os anos. E nós vamos aprendendo a amar aquela nova pessoa, todo dia.   Até o dia que, talvez, deixemos de morar juntos.
– Roberta Nader